terça-feira, 30 de junho de 2015

Frio

 
(...)
Magoam-nos muito e torna-se amargo saber que pode voltar a acontecer. E de tão amargo que é, criamos uma cápsula de gelo à nossa volta, para servir de protecção à nossa alma!

Ler


Devíamos ensinar o mundo a gostar de ler. O mundo precisa de gostar de ler!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Protejo-me do mundo com um sorriso


Prendi o meu coração.
Enjaulei-te em grades de diamante.
Deixei-te longe, lá longe.
Não procurei mais por ti.
Prendi o meu coração. 

Fugi do amor.
Venci a melancolia.
Arranquei coisas boas e coisas más daqui.
Queimei o tempo.
Fugi do amor. 

Derrotei a mágoa.
Risquei o que era caminho e desenhei onde tudo era confusão.
Apaguei-me do mundo.
Arruinei memórias e pensamentos.
Derrotei a mágoa.

Encontrei-me sem ti.
Deixei de ver o meu chão.
O meu céu perdeu o azul e o sol.
A minha noite esqueceu as estrelas.
Encontrei-me sem ti. 

Protejo-me do mundo com um sorriso.
Cosi as minhas palavras aos meus sentimentos e afoguei-os.
Cortei o meu sangue e deitei-o ao Mondego.
Camuflei a minha carne com uma armadura de ferro.
Protejo-me do mundo com um sorriso.

sábado, 20 de junho de 2015

Tempo


Foi eterno enquanto durou.
Está na hora de entregar o Passado ao Tempo.

Maresia

Hoje, na minha praia paraíso.
Fotografia da minha autoria. Por favor, não utilizar sem autorização prévia.
Consigo fechar os olhos e sentir o som das ondas de sal no meu rosto. Leio o que escrevo em voz alta e percebo que o Mar e a Poesia são irmãos. Ouço a minha voz trémula e ansiosa que me diz que um dia serei Mar. Sinto as areias douradas na minha pele branca, branca, branca. As gotas de água salgada lavam-me o corpo cansado. Respiro, sinto e vivo o Mar. 
O marulhar é a Música que o Mundo criou para nós. É a cura mais poderosa para uma alma perdida, fria e só. 
E tudo isto me limpa a alma extasiada de tudo e de nada.

sábado, 13 de junho de 2015

...


E quando pensamos que é impossível amar alguém mais do que já amámos, mostram-nos que estamos errados!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Ter-te aqui...


Eu quero ter-te comigo!
Só comigo.
Sou egoísta com o mundo porque te quero só comigo.
Mas que hei-de eu fazer ao meu coração?
Mandá-lo embora para seres livre?
Ele agarra-te com tanta força que não consegues voar.
Desculpa, meu amor, por te querer tanto comigo!
Desculpa, meu amor, por não conseguir deixar-te voar!
Tens de me ajudar a fazê-lo. Amo-te e só te quero ver feliz! E se és feliz a voar, ensina-me a ajudar-te a abrir as asas!

terça-feira, 9 de junho de 2015

Tempo


O tempo não existe para mim.
Eu queria estar com os teus olhos, a dançar com eles no horizonte e a contar estrelas em noites quentes de Verão.
Sinto falta de alguém como tu. De alguém que me ensinava e que me conhecia melhor do que eu.

quinta-feira, 4 de junho de 2015